Varizes: quando procurar ajuda?

Classificadas em seis categorias, elas podem ser um sinal de problemas circulatórios.

As varizes são veias dilatadas que se formam principalmente nos membros inferiores, como pernas e pés. Muito mais do que uma preocupação estética, elas podem ser um alerta para problemas na circulação sanguínea.

Elas são dividas em seis categorias. As que são mais comuns, os “vasinhos”, são inofensivas e podem ser tratadas a partir de escleroterapia ou radiofrequência, além do uso de meia elástica e medicamentos caso hajam sintomas, como inchaço e queimação.

“A segunda são as varizes propriamente ditas, a terceira é quando se tem inchaço, a quarta tem alterações da pele no tornozelo, como dermatite ocre, dermafibrose, e a sexta é quando se tem a ferida”, explica Walter Campos Júnior, cirurgião vascular do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP.

Elas surgem quando ocorre dilatação das veias e as válvulas que transportam o sangue param de funcionar corretamente, e o sangue fica parado, o que gera varizes mais escuras e alongadas.

O cirurgião afirma que a hereditariedade é a principal causa das varizes, podendo ser agravadas por número de gestações, obesidade, sedentarismo, idade e uso de anticoncepcionais.

As principais formas de combater o aparecimento delas são a perda de peso, a redução dos hormônios e o uso de meias elásticas no caso de um trabalho que exija muitas horas em pé.

“A insuficiência cardíaca pode ser uma causa de varizes, porque a bomba do coração não está funcionando bem”, explica Walter. A diabetes também, pois está associada a uma doença arterial, que gera problemas na circulação.

Portanto, é importante estar alerta e fazer visitas regulares ao médico quando surgirem varizes escuras. Em viagens muito longas, é recomendado também o uso das meias elásticas, pois evitam os sintomas de trombose venosa profunda.

Fonte: Rádio USP

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *