Setembro Amarelo: alerta também para os 60+

A depressão pode ser confundida com sintomas de velhice.

Lágrimas. Infelicidade. Tremedeira. Vazio. Pode imaginar como é viver assim? A depressão já pegou 322 milhões de pessoas no mundo, e segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a cada 40 segundos uma pessoa se suicida por conta da doença. No Brasil, mais de 11 milhões de casos foram diagnosticados.

A depressão, doença que leva a uma atitude extrema, não poupa ninguém e é cada vez mais comum no público 60+. De acordo com dados do Ministério da Saúde, de 2017, o número médio de suicídios entre homens com mais de 70 anos, entre 2010 a 2016, foi de 8,9 casos a cada 100 mil habitantes. Um indicador bem superior à média nacional de 5,5 casos.

As causas mais prováveis estão relacionadas às dificuldades em enfrentar as mudanças que vêm com o envelhecimento: isolamento, problemas de saúde, baixa imunidade, perda da força corporal – tudo que dificulta a independência para fazer aquilo que um dia fez parte da rotina.

Também segundo o IBGE, 11% dos idosos com idade entre 60 e 64 anos são diagnosticados com depressão. Há uma grande probabilidade dos números serem ainda mais altos, levando em consideração que muitos dos sintomas da depressão podem ser confundidos com aspectos e atitudes associados à velhice. E como diferenciá-los?

“Às vezes, um quadro que a família vai entender como uma demência, vai se preocupar, pode ser um quadro de depressão que faz com que ele se desinteresse pelo ambiente, com que ele fique desatento”, alerta a psiquiatra Carmita Abdo em entrevista ao programa Bem-Estar. Sinais de irritabilidade, como a falta de apetite e problemas no sono, também devem ser interpretados como um possível diagnóstico de depressão.

Você está atento aos seus familiares mais velhos? O movimento Setembro Amarelo é uma campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio, criado em 2015 pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), CFM (Conselho Federal de Medicina) e ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). O tema de 2019 é “Falar é a melhor solução”.

No site você tem informações sobre a prevenção e como pode pedir ajuda. Conheça: https://www.setembroamarelo.org.br/

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *