Conectado

Outro dia ouvi de um amigo uma história interessante. Os pais já estavam com mais de 80 anos e haviam poupado o suficiente para viver até essa idade e agora não sabiam o que fazer em relação ao futuro, pois pedir dinheiro aos filhos a alternativa menos cogitada da lista, mas não havia outro jeito. Um velho ditado diz que um pai cria 10 filhos, mas 10 filhos não cuidam de um pai, com raras exceções.

Fato é que envelhecer no século 21 exige uma certa dose de sabedoria. A gente vai viver mais tempo do que nossos pais e, por conta disso, precisamos cuidar da cabeça e da saúde. Vamos ter que pagar a conta da longevidade, que no Brasil já é de 75,5 anos, o que significa ter uma renda digna para sobreviver, porque muitos ainda sustentam famílias e agregados. Quem é aposentado vive no vermelho e quem tem uma previdência, pena para pagar a conta, mas está mais tranquilo em relação ao futuro. Considerando apenas a população 60+, o Brasil tem hoje mais de 25 milhões de pessoas e seremos 35 milhões em menos de dez anos, mas até hoje os meios de comunicação em geral não atentaram para o fato de que o idoso não é mais aquele. Aliás, idoso é a PQP!

O ViverAgora nasceu para estabelecer um diálogo qualificado, criativo e bem humorado com essa população, que ainda pinta, borda, transa, trabalha, comanda e tem muito a ensinar. Um diálogo sobre como viver mais e melhor a vida que a gente tem pela frente, com todas as alegrias e tristezas. Vamos falar em como lidar com certas doenças, muitas delas oriundas da solidão e da depressão. Vamos discutir a medicalização da saúde e defender os nosso direitos, que são raramente lembrados. Vamos identificar as oportunidades do mercado de trabalho e valorizar exemplos de superação e sucesso, que servem de inspiração a todos nós. E vamos, acima de tudo, desmistificar a convivência com a novas tecnologias, que vieram para facilitar a nossa vida em todos os níveis. Vocês vão se surpreender com o que vem por aí.

Nosso canal de comunicação é a internet, através do portal e das redes sociais, que você acessa de casa, do trabalho ou via celular. É informação rápida e fácil, a qualquer tempo e lugar. É por aí que a gente vai se encontrar todos os dias, numa relação saudável sobre a vida e o tempo. Uma troca de ideias onde o que vai prevalecer é o poder do agora, pois como já dizia o Dalai Lama, o passado passou e o futuro não chegou e só podemos dar conta do presente. Namastê!

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *