Hebe, o Musical: riso e emoção

Hebe, o Musical: riso e emoção

Você pode acompanhar no Teatro a trajetória da maior rainha da TV brasileira.

Da infância humilde em Taubaté, no interior de São Paulo, ao posto de rainha da televisão brasileira, Hebe Camargo ganha um musical, baseado na biografa escrita por Artur Xexéo e com direção de Miguel Falabella, que conta sua escalada profissional e os amores que passaram por sua vida.

Radialista, cantora e apresentadora, a pioneira da TV fez história durante 68 anos dedicados à vida artística. No dia 29 de setembro de 2012, após enfrentar um câncer no peritônio, Hebe deixou seus fãs aos 83 anos de idade.

Hebe, o Musical, que já está em cartaz em São Paulo, no Teatro Procópio Ferreira, é uma homenagem para manter viva a história desse ícone que durante seis décadas trouxe muitas risadas e histórias para o espectador.

A peça, que conta com 21 atores em cena, orquestra composta por nove músicos e mais de 30 técnicos envolvidos, tem como objetivo aproximar o público da mais próxima realidade possível de Hebe. A dona da risada mais contagiante da telinha é interpretada por Carol Costa, na juventude, e Débora Reis, na vida adulta.

O público acompanha a grade de programação de uma típica TV dos anos 60 e ainda conhece a relação de Hebe com os pais, sua participação em programas de calouros, sua experiência de cantar no rádio e sua histórica participação na inauguração da primeira estação brasileira de TV.

E o que não podia faltar, a peça também traça a trajetória profissional que a levou a ser uma das profissionais mais bem pagas na sua área e a tradição do “selinho” que dava em seus convidados preferidos. Imperdível para os fãs.

 

Serviço

HEBE O MUSICAL
Teatro Procópio Ferreira (624 lugares)
Rua Augusta, 2.823 – Jardins
Informações: 3083-4475

Vendas: www.ingressorapido.com.br e tel.: 4003-1212.
Quinta e Sexta às 21h | Sábado às 17h e 21h | Domingo às 18h
Estreou dia 12 de Outubro de 2017
Temporada 2017: até o dia 17 de Dezembro

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *