Diamantina Gonçalves: uma avó inspiradora

Com a evolução da expectativa e qualidade de vida, muitos jovens e adultos estão tendo a oportunidade de conviver mais tempo com seus avós. Todos nós estamos percebendo como é rica essa troca de experiências entre gerações.

Amanda, 20 anos, é uma neta afortunada e especial. Ela acaba de voltar de viagem para Portugal com sua avó Diamantina Gonçalves, 73 anos, e acredita que não poderia ter melhor companhia.

Diamantina é portuguesa, mas fez sua vida no Brasil. Chegou ao Rio de Janeiro quando tinha 12 anos e aqui teve duas filhas, duas netas e um bisneto. Aliás, é ela quem cuida do pequeno quando a neta sai para trabalhar.

Mesmo com tantas ocupações, a avó da Amanda arruma tempo para curtir alguns prazeres da vida e cuidar da saúde. Faz academia, com bastante disposição, e adora passear pelo Rio de Janeiro, sempre com uma parada obrigatória para uma cervejinha.

Apesar de ter nascido em Portugal, Diamantina tinha o sonho de conhecer lugares turísticos da sua terra. Ela acabava sempre na casa de parentes em cidades distantes sem visitar os grandes encantos “da terrinha”. Foi daí que surgiu a ideia da família de presentear a avó com uma viagem diferente.

A neta Amanda e a avó conheceram Lisboa, Porto e Algarves. Visitaram pontos turísticos, subiram mais de 200 degraus, andaram de barco, nadaram.

Diamantina não reclamou de nada, nem das longas caminhadas. Estava sempre com um sorriso no rosto ou contando alguma boa história. E não para por aí: a dupla hospedou-se em um hostel, na cidade do Porto, dividindo o quarto com vários hóspedes de outros países sem qualquer stress.

“ Não existem palavras para descrever a felicidade da minha avó no Mosteiro dos Jerônimos e em tantos outros lugares. Ela ficou encantada com as praias. Eu me lembro do sorriso e da alegria que via nos olhos dela. As pessoas perguntavam se ela era minha avó e, quando eu dizia que sim, todos se impressionavam. Eles falavam que ela era uma rainha”, conta orgulhosa a neta Amanda.

A vó Diamantina é realmente uma inspiração para todos nós! E, você conhece alguma história inspiradora assim, compartilhe com a gente.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *