Coronavírus: alerta para os mais velhos

Alguns cuidados de prevenção evitam o contágio.

O coronavírus é uma doença causada por um vírus que ataca a região respiratória e pode ser transmitido pelo contato físico e pelo ar. Os principais sintomas são semelhantes aos de uma gripe comum, mas pode agravar para a SARS (sigla em inglês para Síndrome Respiratória Aguda Grave) e a MERS (Síndrome Respiratória do Oriente Médio).

Segundo dados publicados pelo jornal americano The New York Times, os idosos são os mais afetados pela doença, sendo mais comum em pessoas com mais de 75 anos. Além disso, mais de 50% dos diagnosticados com o coronavírus têm mais de 50 anos.

A principal explicação para esse acontecimento é a imunossenescência, um processo natural do envelhecimento no qual a imunidade da pessoa fica mais baixa, o que a deixa mais vulnerável para a contaminação.

A Organização Mundial da Saúde enfatiza as medidas de prevenção:

. lavar as mãos frequentemente;

. manter uma distância de pelo menos 1 metro das demais pessoas, principalmente quando há indícios de um resfriado;

. assoar o nariz sempre com um lenço e descarta-lo assim que usar;

. evitar tocar na boca, nariz e olhos;

. observar sintomas como febre, tosse e dificuldades para respirar.

Além disso, é importante também estar em dia com as vacinas, pois a imunização contra outras doenças fortalece o organismo, diminuindo o risco de infecção. Aqueles que já possuem alguma condição, como diabetes e problemas cardíacos, também precisam ficar atentos.

O Governo do Estado de São Paulo preparou um Plano de Risco e Resposta Rápida para atuar no monitoramento do coronavírus. Para acessá-lo, basta clicar aqui.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *